(DN) A UE deve eliminar a hipótese de o Reino Unido adiar o Brexit – Wolfgang Munchau

(DN)

Para que o acordo de Theresa May seja aprovado, Bruxelas deve remover a opção de protelar o Artigo 50.º

Até agora, a UE ficou de fora das convulsões internas do Reino Unido sobre o Brexit, por um bom motivo. É mais fácil para um europeu continental aprender as regras do críquete do que entender a Câmara dos Comuns e o papel constitucional do seu presidente.

Apelo à UE para que reconsidere a sua posição e interfira ativamente no debate no Reino Unido, a fim de inclinar a balança das probabilidades a favor do acordo de saída proposto por Theresa May. O Conselho Europeu deveria fazer dois anúncios relativos a esta questão e, de preferência, muito em breve. O primeiro seria afirmar a disponibilidade da UE para renegociar a declaração política para que esta permitisse diferentes hipóteses para a futura relação. Isso poderia incluir, por exemplo, a opção da Noruega (pertença à Associação Europeia de Comércio Livre) ou uma união aduaneira. O segundo seria uma decisão política para descartar uma extensão do prazo de 29 de março para o Brexit, exceto para dar mais tempo para a ratificação.