(OBS) Noruega constrói barreira fronteiriça para evitar entrada de refugiados

(OBS) A Noruega está a construir uma barreira de ferro na fronteira com a Rússia a partir de Storskog. Uma medida que o ministro-adjunto da Justiça descreve como “responsável”.

No ano passado, passaram pelo posto fronteiriço de Storskog 5.500 refugiados

A Noruega está a construir uma barreira de ferro na fronteira com a Rússia, no norte do país, de modo a impedir a entrada de refugiados no país, depois do grande fluxo de migrantes registado no ano passado.

Após a conclusão, a barreira irá medir 200 metros de comprimento e começará no posto fronteiriço de Storskog. Terá uma altura de 3,5 metros. De acordo com a Reuters, os primeiros trabalhos de limpeza e construção já estão em andamento e deverão ficar concluídos nas próximas semanas. O objetivo é que o muro fique pronto antes do inverno, dificultando a entrada de refugiados pela floresta.

Em 2015, 23 mil pessoas, a maioria sírias, pediram o estatuto de refugiado na Noruega. Dessas, mais de cinco mil entraram por Storskog. No primeiro trimestre de 2016, o número aumentou 95%. Ove Vanebo, ministro-adjunto da Justiça, garantiu à Reuters que o muro não passa de uma “medida responsável” que pretende controlar o fluxo de refugiados no país. Uma opinião que não é partilhada por todos.

“Não precisamos de uma barreira”, disse à agência de notícias Rune Rafaelsen, presidente da câmara de Soer-Varanger, por onde passará o muro. “Existem demasiadas barreias hoje em dia na Europa“, disse, citando o caso da Hungria.

Já Lino Landro, do grupo Refugees Welcome, garante que a Noruega tem a obrigação de “ser um país para onde as pessoas podem fugir”. “A barreira envia um sinal negativo, incluindo para a Rússia, porque diz que ‘não confiamos em ti’.”